Seguidores

17 fevereiro 2010

Beleza e explicação da beleza

Para ver esta bela com mais amplitude e nitidez é de bom alvitre um click na própria imagem. Marilyn Monroe, mito sexual do século XX, abalou o imaginário dos homens e mulheres. Um de seus melhores filmes, na minha opinião, é Adorável pecadora (Let's make love, 1960), do mestre George Cukor, uma deliciosa comédia na qual contracena com Yves Montand, um charmant. Monroe, ainda que casada com o dramaturgo Arthur Miller não resistiu aos encantos do chanssonier francês e foi a seus braços e abraços. Montand, por seu lado, casado há muito tempo com Simone Signoret, traiu-a. E quem, de sã consciência, não trairia sua esposa (por mais bem casado) se tivesse a sorte de ter Monroe a seus pés? Parece que Signoret o perdoou e compreendeu a situação. Este, o post de hoje. Mais para ver do que para ler.

10 comentários:

Vampira Dea disse...

Passeando cheguei aqui e gostei, curiosidades, verdadeira aula de cinema.

Blog da Mulher Necessária disse...

adoro a Marilyn...
maravilhosaaaaaaaa...
escrevi, sobre ela, artigo, há pouco tempo, publicado no Bahia em Pauta...
obrigada pelo post...
beijo
Cida Torneros

Adilson Marcelino disse...

Caro Setaro,
Essa é deslumbrante mesmo.
Uma deusa!
Abs

Lúcia Leiro disse...

É o cinema...

André Setaro disse...

Vampira, Adilson, Lúcia, Cida,

Marilyn, realmente, é uma deusa. Ainda que a minha musa sexual cinematográfica seja, para sempre, Brigitte Bardot.

Mariana-pereira disse...

E Signoret pedoou Arthur Miller? Hoje, duvido que o fizesse...ser trocada por um rosto mais bonito...eu, no lugar dela, não teria mais nenhum interêsse nele. Sério! Mas, como disse a colega de cima, "É o cinema", não é?

André Setaro disse...

Simone Signoret, quando jovem, era uma mulher belíssima, mas, ao passar dos 35, começou a engordar de tal maneira que, no fim da vida, estava uma 'jamanta' personificada. Montand a aguentou por longo período. Ficaram casados 34 anos (1951/1985) até a morte dela, aos 64 anos de um câncer no pâncreas. Montand 'pegou' várias mulheres e a esposa fingia não perceber. Um casamento aberto, dir-se-ia. Marilyn, por sua vez, gostava de homens bem mais velhos do que ela. Fala-se que teve um relacionamento com Clark Gable, quando filmava com o galã de ...E o vento levou' 'Os desajustados', de John Huston, último filme de Gable, que em seguida teve um enfarte fulminante. Fala-se também que Montand fascinava as atrizes com as quais trabalhava e não resistia a um 'carnal knowledge'. No populacho, transava com todas elas. Montand e Signoret eram comunistas radicais e faziam parte do partido francês. Outra 'galinha', segundo os historiadores e fofoqueiros, foi Grace Kelly, por incrível que pareça. Mas este não é um blog de fofocas. Para isso existe o livro de Dulce Damasceno de Britto, 'Hollywood nua e crua'. Nem me chamo Rubens Ewald Filho, com todo respeito que este crítico merece, mas que gosta de uma fofoquinha 'a latere'.

Mariana-pereira disse...

Tá explicado. Sem fofoquinhas, já não era um casamento.

Jonga Olivieri disse...

MM foi um símbolo de sensualidade e beleza.
Lembro-me, quando adolescente, do momento em que soube de sua morte, na época tida como suicídio e hoje suspeita de assassinato.
Estava a passar pela rua Uruguiana, no centro do Rio, quando alguem comentou ter ouvido no rádio a notícia.
Juro que não acreditei. Como jovem, ela fazia parte de meu imaginário sexual...

Angela Maino disse...

Mulheres....esse assunto vai longe, principalmente quando se trata de belas mulheres.
Gostei do blog, e pretendo segui-lo, pois adoro cinema.
Tive uma infancia com o assunto cine, bem proximo de mim. Meu pai foi um homem da cinematografia.... e já se falava dos atores "na mesa".
Fui crescendo e me tornei artista plástica, e....continuo fã da beleza feminina. Estética.

Claro que hoje prefiro "atrizes belas e de personalidade"....chega de ser objeto sexual.
Só que, nós mulheres ..... sempre seremos objeto do desejo.
Assim, convido a ver meu blog, onde este mes há uma homenagem às mulheres (belas,por dentro e por fora).
Voltarei outras vezes!
Angela Maino
angelamaino.blogspot.com