Seguidores

12 setembro 2009

Anselmo Duarte recebe alta do Incor


Notícia alvissareira para os admiradores de Anselmo Duarte. Apesar de sua idade provecta, deu a volta por cima e já recebeu alta do Incor. Publico aqui uma nota do presidente do Instituto Anselmo Duarte, Richard Hooper Duarte, que dá notícias sobre o seu infortúnio e padecimento.
É com comovido alívio que este Instituto anuncia que o nosso Presidente Vitalício, Anselmo Duarte, recebeu ontem, 10 de setembro de 2009, Alta Clínica do Hospital do Coração - INCOR, em São Paulo, após 24 dias de internação em grave estado de saúde, causada por uma ocorrência de comprometimento de anemia profunda em virtude de perda sanguínea pela urina causada por um pólipo maligno (câncer) na bexiga e suas conseqüências laterais cardiovasculares e renais.
A equipe médica liderada pelo Dr. Roberto Rocha Giraldez, da Unidade Clínica de Conorariopatia Aguda do InCor, resgatou com eficácia toda a sua experiência de prática clínica, aprofundada pela atualizada vigilância sobre os mais recentes relatos da investigação clínica internacional cardiovascular e renal, para não somente preservar a integridade física de Anselmo Duarte mas, principalmente, garantir-lhe a esperança de uma sobrevida que nos brinda, a todos que têm orado e torcido pelo nosso mais cativante cineasta, a continuidade do seu inspirador convívio.
O resgate clínico de Anselmo Duarte confirma a exponência qualitativa referencial do InCor de São Paulo no cenário mundial da ciência conorariopática.
A recuperação de Anselmo surpreendeu a todos, médicos e leigos. Um "ancião" em seus 89 anos de vida, após sofrer o episódio de comprometimento renal e cardiovascular que o levou à internação hospitalar, reverteu, em menos de um mês, da cruel e exasperante nuance do impossível à normalidade.
A fortaleza física imponderada do Anselmo em seu histórico de enfrentamento às adversidades frustrou as péssimas expectativas que se lhes apresentavam as iniciais projeções dos médicos na instância de sua internação.
Genética, ciência médica ou intervenção da Providência? Só Deus pode responder se o câncer em sua bexiga, que revelou-se superficial, sem metástase e, interrompido o sangramento do pólipo maligno, após sua remoção, reverteu a anemia aguda, pelo procedimento médico ou ...pela intervenção divina.
Aos 89 anos, o ambiente de expectativa para a sobrevivência de Anselmo era de genuíno e estatístico pessimismo. Contudo, na continuidade da sua sofrida internação no InCor, sua pressão arterial, seu nível de comprometimento renal, as medições das taxas de hemoglobina e de creatinina, estes e todos os parâmetros clínicos relevantes ao julgamento para a continuidade da estratégia de recuperação clínica de Anselmo, trouxeram à equipe do Dr. Roberto Rocha sólidos elementos para determinar, sem hesitação, uma "milagrosa" "ALTA" hospitalar.
Este seu atual estado de estabilidade continuará a ser preservado por tratamento medicamentoso, orientado pelo InCor e instrumentado pela família do cineasta.
Cabe aqui, também, nosso mais profundo agradecimento ao Governador José Serra, que na pessoa dos seu Assessor Especial na Casa Civil, Edmur Mesquita, soube, com descortino e sabedoria, como reagir com agilidade providencial em resposta as necessidades de urgência hospitalar do velho cineasta paulista garantindo-lhe remoção imediata para internação hospitalar urgencial em atendimento aos apelos da família de Anselmo e ao do povo paulista.
Graças a Deus, às orações dos milhares de admiradores, Brasil e mundo afora e, principalmente, à equipe médica do Dr. Roberto Rocha e à impecável dedicação amorosa do corpo profissional de enfermagem do InCor, o nosso Anselmo, o garoto dos pés descalços de Salto, está de volta ao nosso convívio, consciente e alerta para continuar a nos celebrar seus exemplos de genialidade para o porvir da criatividade humana.
Ricardo Hooper Duarte
Presidente
Instituto Anselmo Duarte

2 comentários:

Andre de Paula Eduardo disse...

Grande e admirável Anselmo, sempre!

Jonga Olivieri disse...

Esta semana quase adquiri "Absolutamente certo!", uma das melhores comédias da rica safra deste gênero na década de 1950.
Anselmo Duarte é uma lenda (ainda viva) do cinema brasileiro. O único que nos trouxe a Palma de Ouro de Cannes... Com certeza o prêmio maior da cinematografia mundial.