Seguidores

29 outubro 2008

"Morangos silvestres" é o melhor Bergman


Morangos silvestres (Smultronstallet, 1957), de Ingmar Bergman, ganhou disparado como o melhor filme de Ingmar Bergman na enquete promovida por este blog. Dos 46 votantes, 21 (45%) escolheram esta incontestável obra-prima do cinema, deixando no caminho outras filmes notáveis como Persona (segundo lugar, com 7 votos e 15%), O sétimo selo (terceiro, com 5 e 10%), que empatou com Gritos e sussurros. A hora do lobo, A paixão de Ana e Monica e o desejo, obras também fundamentais receberam um tracinho, ou seja, nenhum voto, porque talvez filmes pouco vistos e de mais difícil acesso. Creio que A paixão de Ana não tem cópia em DVD. Vi várias vezes na ocasião de seu lançamento nos já longínquos anos 70, quando minha barba, hoje branca, era preta. E uma vez no Telecine Classic, ocasião que o gravei em VHS, que o tempo, implacável, destruiu-o com mofo e constipações de várias espécies. Paulo Francis considerava A paixão de Ana não somente o melhor Bergman como, também, o melhor filme de sua vida. Votei em Morangos silvestres, que revi recentemente, e o considero uma obra fundamental. Na imagem, a belíssima Ingrid Thulin (pela qual, platonicamente, fui apaixonado), o extraordinário Victor Sjostrom (que morreu, como numa espécie de premonição, logo após as filmagens deste filme - e era um dos grandes cineastas suecos, autor de A carroça fantasma, que Bergman possuia cópia em casa para ver sempre), e, no banco de trás, Bibi Andersson, com seus amigos de jornada.

2 comentários:

Jonga Olivieri disse...

O Nelson Rodrigues dizia que toda unanimidade é burra. Olha, eu discordo um pouco disso, e, apesar de não ter sido unânime, quase que foi...
"Morangos silvestres" é uma obra-prima!!!

Rui Luis Lima disse...

Caro André Setaro!
Bergman é um dos nossos cieastas de eleição já lá vão uns trinta anos quando o descobrimos no liceu. Durante anos "Persona" foi o nosso favorito, mas quando vimos o "Fanny e Alexander" ficámos fascinados com ele para sempre. Este é o nosso favorito. Mas "Moranfgos Silvestres" é outro dos eleitos:)
É claro que há sempre "A Flauta Mágica" ou "Mónica e o Desejo" entre tantos outros, mas gostaríamos de referir um filme pouco conhecido e que adoramos, uma comédia intitulada "A Força do Sexo Fraco" que felizmente por cá já foi editado em dvd.
Abraço cinéfilo
Paulae Rui Lima