Seguidores

08 dezembro 2007

Pausa sabática



Foto do blogueiro enquanto segura uma claquete à espera da próxima tomada. Nunca, devo dizer, a bem da verdade, realizei um filme (vídeo, celulóide...) de minha autoria plena - o que fiz mostro a mim mesmo quando não estou deprimido, mas já participei de alguns curtas como assistente disso ou daquilo e como pseudo-ator. Nas experiências que tive neste último setor, verifiquei que cinema é esperar pela próxima tomada. A personagem se fragmenta, se estilhaça, e, estilhaçada, se compõe aos poucos. Minhas pequenas atuações, no entanto, não podem servir nem de exemplo nem de experiência. Mas o que dizer dos intérpretes profissionais? Creio que se realizam mais no teatro, no proscênio, quando têm a oportunidade de construir o seu personagem e ir, com ele, do começo ao fim. E depois ter a recompensa das palmas - ou das vaias, raramente. Hitchcock disse certa ocasião que os atores são gado. Claro, uma força de expressão característica de sua personalidade. Mas Cary Grant contou que em Intriga internacional (North by northwest, 1959), filme que sempre assisto, o mestre o mandava para cá e para lá, e ele, apenas, obedecia, sem ter consciência do seu personagem, que era mero joguete nas mãos do regista. De qualquer forma, e de qualquer maneira, o resultado de North by northwest é surpreendente. Mas fico por aqui. É mais prudente.

2 comentários:

Jonga Olivieri disse...

Dependendo do diretor, deve ser um quebra-cabeças o atuar em algum filme. A propósito mesmo, li alguns relatos de atores completamente perdidos, baratas tontas nos sets de filmagem.
Como você bem o disse, a peça teatral tem uma continuidade lógica, sequencial. Cara, fazer algo sem saber o que está fazendo deve ser uma ação caótica.
Uma postagem bem engraçada para uma pausa de sábado, como bem referiste.

Julia lima disse...

Setaro,
Espero que, durante a nossa experiencia, vc nao tenha se sentido uma barata tonta...rsrs!
Venho acompanhando as suas postagens, outro dia vi uma foto de A Margem do Tempo, bateu saudade...Ainda escreverei sobre isso. Qualquer dia visite meu blog, www.poetizarte.blogspot.com. Abracos e saudades!!