Seguidores

13 agosto 2007

Esperando Resnais, o último dos moicanos

Há, ainda, vivo, o gênio resnaisiano. E Godard. Há Lars von Trier, Coppola, Almodóvar, quem mais? A rigor, ficam Resnais e Godard. Os outros, e todos os outros, até Clint Eastwood, são menores. O cartaz é do último Resnais que se encontra em exibição no sul e que se aguarda, aqui, nesta híbrida metrópole/província, com a ansiedade natural que se pode dedicar à espera de coisas geniais, considerando que tudo que Resnais faz é coisa de gênio.

5 comentários:

Jonga Olivieri disse...

É surpreendente como Resnais, aos 85 anos de idade ainda está na ativa.
Seu "Petites peurs partagées" de 2006, é um exemplo vivo de sua vitalidade criativa.
Longa vida a Resnais... como você bem o disse, o último dos Moicanos.

sergio andrade disse...

Além dos que você citou, tem uns outros velhinhos mandando muito bem, como Eric Rohmer e Mario Monicelli
E o último Resnais é obra de gênio mesmo, André. Maravilhoso! Abraço!

Rafael Carvalho disse...

Ainda bem que existe essa galerinha pra fazer valer uma ida ao cinema, embora eu ache que exista muita gente boa fazendo cinema de qualidade atualmente, só que de uma forma mais contemporânea. De qualquer forma, nada melhor do que esperar por um filme de um mestre como o Resnais, por exemplo. Sei que dificilmente vai chegar aqui em minha cidade, mas sempre há esprança. E é uma ótima oportunidade para aqueles, como eu, que não conhecem muitos filmes desses grandes cinestas para se debruçar sobre suas obras. Resnais é meu próximo alvo! Valeu Setaro!

Sergio Andrade disse...

E, Setaro, o seu sistema operacional precisa urgente de um 'upgrade'

sergio andrade disse...

Ei, essa última mensagem não é minha!!!! Que palhaçada é essa?