Seguidores

29 abril 2010

Há exatos 30 anos morria Hitchcock

Há exatamente 30 anos, no dia 29 de abril de 1980, morria um dos maiores gênios da história do cinema: Sir Alfred Hitchcock. O que seria do cinema sem o mestre, pensei com meus botões? quando li a notícia no prestigioso (naquela época, hoje decadente) Jornal do Brasil. A data não pode passar em branco. 30 anos são 3 décadas, e, neste período, não apareceu nenhum realizador cinematográfico que se igualasse a esse idiossincrático obeso, cultor de uma mise-en-scène única e extremamente original, apreciador da boa mesa, dotado de um humor negro irresistível. Seu último filme, uma pérola, Trama macabra (The family plot, 1976), ainda que não muito considerado por uma crítica rabugenta e moribunda. E o penúltimo, uma peça rara de humor e engenho e arte: Frenesi (Frenzy, 1972), quando volta a seu torrão natal, a Inglaterra, para observar os londrinos frenéticos às voltas com um insólito estrangulador de gravatas.

Vejam belas fotos e comentários no blog do Alexandre Macedo:
http://analiseindiscreta.wordpress.com/tag/hitchcock/

7 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Só lamento que a grande mídia insista no epiteto "mestre do suspense". Hitchcock era bem mais do que isso.

André Setaro disse...

Sim, é verdade, mas muita gente que se diz cinéfila não entende a imensa arte de Hitchcock, pois em primeiro lugar é preciso que se saiba apreciar o que é a 'mise-en-scène'. Nos filmes de Hitchcock, a forma é que determina o conteúdo.

Alexandre disse...

Setaro, é um prazer ter meu blog recomendado no seu. Olha só, não foi apenas o Hitchcock que faleceu há exatos 30 anos. Acabei de ver aqui, o Anthony Mann também - não conheço tanto sua filmografia, mas o que já vi me deixou bastante impressionado.

É isso. Abraço!

Alexandre disse...

* Informação errada: Anthony Mann morreu em 1967.

Jonga Olivieri disse...

Só os diamantes são eternos?
Não, uma obra como a de Hitch está aí, viva até hoje.
Sobre Antonioni (matéria acima) falo depois pois estou de saída, com pressa... Melhor ler com calma e pensar um pouco.
Seus livros são espetaculares, caro primo. Estou gostando demais de lê-los, mas juro que teem momentos em que não sei qual dos volumes pego.

José Varregoso disse...

Parabéns pelo seu blog! Eu sou um pouco obsessivo com as datas. E não me esqueço como cinéfilo (e hitchcockiano) que Hitchcock nasceu a 13 de Agosto. A data da morte para um cineasta como ele não representa o fim de nada. Só uma viragem na percepção que temos dele. Ele está tão ou mais vivo que alguns de nós. Um grande abraço! Com toda a minha cinefilia!

Anônimo disse...

Awesome, that’s exactly what I was scanning for! You just spared me alot of searching around