Seguidores

22 julho 2008

José Augusto Berbert de Castro

Faleceu hoje, terça, dia 22 de julho, o jornalista baiano José Augusto Berbert de Castro, comentarista cinematográfico do jornal A Tarde, de Salvador, por mais de 50 anos. Em termos de antiguidade, talvez o colunista que mais permaneceu ativo numa coluna no Brasil. Incompreendido, nas suas diatribes, e pela chamada intelligentzia, que exigia dele ser um crítico, quando sempre dizia que nunca desejou sê-lo, era um jornalista polêmico. O seu conhecimento filmográfico do cinema americano, imenso, viu todos os filmes que seus olhos puderam ver. O seu amor pelo cinema, no entanto, viu-se combatido pela clareza e simplicidade de seus comentários, que se exigiam ser profundos. Mas qual a crítica que tem, hoje, o conhecimento filmográfico de Berbert? Qual o jornalista que escreve com tanta graça e espírito crônicas sobre o cotidiano? O blog lamenta profundamente a sua perda.

3 comentários:

Vinicius disse...

Saudades eternas...

grande amigo

Éden Nilo disse...

Comentarista de cinema que muito me orientou com suas críticas de infinitos filmes e diretores, fundamentais para minhas incursões na sétima arte. Só posso aplaudir sua partida! Até mesmo pelo seu "heterosexualismo militante"! (risos)

Vítor disse...

Não posso sentir pena e reverenciar este homem que pregou ódio em um jornal dizendo:"Mantenha Salvador limpa, mate uma bicha todo dia!" A Bahia por dois anos consecutivos foi a campeão nacional de assassinados de LGBT, 30 homocídios em 2010! Um ser que usou a sua inteligência e sua influência nos meios de comunicação jornalístico para pregar o mal ao seu semelhante só porque tinha a orientação sexual diferente da dele. Espero que você seja democrático e tenha a ombridade de deixar passar esta verdade sobre ele para outros saberem.