Seguidores

27 dezembro 2005

Jean Seberg em Acossado (A Bout de souffle, 1959), de Jean-Luc Godard, filme detonador da Nouvelle Vague juntamente com Os Incompreendidos (Les quatre cent coups, 1959), de François Truffaut. Segundo a opinião desse bloguista, Acossado continua sendo não somente o melhor filme de Godard mas o mais expressivo da Nouvelle Vague. Não se cansa, o bloguista, de rever Acossado. Cinema e ao mesmo tempo explicação do cinema.

3 comentários:

Pura eu disse...

É tão bom ler o seu blog! Lembra-me as suas aulas de cinema que tanto apreciava.

Festas Felizes

Davi disse...

dois belos filmes. Acossado é uma aula de montagem!

tati disse...

Setaro, Acossado é para sempre. Assistir o Acossado é aprender cinema, abrir os olhos e se maravilhar. Muito bom!